Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Livro do Amor

goethe.jpg

 

O mais singular livro dos livros 
É o Livro do Amor; 
Li-o com toda a atenção: 
Poucas folhas de alegrias, 
De dores cadernos inteiros. 
Apartamento faz uma secção. 
Reencontro! um breve capítulo, 
Fragmentário. Volumes de mágoas 
Alongados de comentários, 
Infinitos, sem medida. 
Ó Nisami! — mas no fim 
Achaste o justo caminho; 
O insolúvel, quem o resolve? 
Os amantes que tornam a encontrar-se. 

Johann Wolfgang von Goethe

GOETHE 1

“Na verdade, de dia para dia vou notando, meu caro, como se é insensato ao avaliar os outros por nós próprios. E porque já tenho bastante trabalho comigo mesmo e este coração é turbulento que chegue – oh! de bom grado deixo os outros seguirem o seu caminho, assim me deixassem também seguir o meu.”

J W Goethe, A paixão do jovem Werther, Bertrand

GOETHE

“Que bom é o meu coração ser capaz de sentir o prazer simples e inocente do homem que traz para a mesa a couve que ele próprio cultivou. Mas não é só a couve; ele é capaz de voltar a gozar, num único momento, os dias, a bela manhã em que a semeou, as tardes amenas em que a regou e se comprazia em vê-la ir crescendo sempre.”

 

J W Göthe, A paixão do jovem Werther, Bertrand