Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Palavras

(18) As palavras são imperfeitas quando tentam dizer aquilo

        que é maior que elas.

(19) São imperfeitas também quando tentam dizer aquilo que parece

        ínfimo, dependendo da proporção.

        Neste caso, as palavras são dedos que tentam apanhar uma

        migalha, fazem a forma de beliscá-la, mas deixam-na  

        lá, como se fossem inúteis.

       (pág. 11)

 

SilenciosQueFalam_JoséLuisPeixoto.png

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.