Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Cristino Cortes - poeta

Cristino Cortes nasceu em Fiães, uma pequena aldeia perto de Trancoso, em 1953. Licenciou-se em Economia em Lisboa, cidade onde reside desde 1971. A maior parte da sua actividade profissional decorreu no âmbito do Ministério da Cultura. É casado e pai de dois filhos.

Fundamentalmente poeta, como as referências bibliográficas eloquentemente demonstram, Cristino Cortes tem também versado outras modalidades (o conto, a crónica, o artigo de opinião) em vários jornais e revistas, tendo alguns desses trabalhos sido já reunidos em volume, em 1998, 2003 e 2007 (Relances e Novos Relances de Maré e Vida nos dois primeiros casos e Viagens… Marés e Memórias no último, a sua primeira obra sob a chancela da Papiro Editora).

Apresentou publicamente alguns livros e proferiu conferências. Participou em antologias — uma das quais bilingue, em português e francês — e livros colectivos, tendo ele próprio organizado duas colectâneas, a última das quais sobre Pablo Neruda.

Traduziu, a partir do francês, poemas, os quais foram publicados. A sua obra tem tido algum eco em países estrangeiros (Espanha e França, sobretudo, mas ultimamente também na Alemanha e na Bélgica), nomeadamente através da tradução de poemas e da colaboração em algumas revistas, do meio universitário, aí localizadas.

A sua última obra poética foi a segunda edição, aumentada e definitiva, dos Poemas de Amor e Melodia, que em 1999 havia sido publicada pela Universitária Editora. Essa obra consta agora do catálogo da Papiro Editora (2009). Em 2011 perspectiva- ‑se a publicação de uma terceira edição, trilingue (português, alemão e castelhano), do seu O livro do pai, obra inicialmente vinda a lume em 2002.

Espuma dos dias úteis — Talvez Diário (1979 – 2009) é um reflexo do seu percurso literário e um curioso registo de impressões de um escritor a tempo inteiro, atento ao mundo que o envolve e no qual procura deixar a sua marca.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.