Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Quadras

 

 

 

 

 

 

Oh! Senhora de Mileu

Que estás num degrau da serra,

Tão pertelinho do céu
E tão chegadinha à terra...
 

 

Senhora, lírio divino
Posto em chão de giesta brava,
Este velho é o menino
Por quem minha Mãe rezava...
 
Ouve! Escuta as minhas preces!
Tanta dor não a mereço...
Senhora, não me conheces?
Até eu me desconheço!
 
Senhora dos namorados,
Graças ao teu valimento,
Dobrava o sino a finados,
Canta e dança a casamento...
 
Quem agora te alumia
Não são as velas do altar
— É a sagrada alegria
Duns noivos que vão casar...
 
Augusto Gil, O Craveiro da Janela
 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.