Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

D. DINIS

 
 

Lisboa, Mosteiro de Odivelas, 21 de Novembro de 1984.

D. DINIS

Dorme na tua glória, grande rei

Poeta!

Não acordes agora.

A hora

Não te merece.

A pátria continua,

Mas não parece

A mesma que te viu a majestade.

Dorme na eternidade

Paciente

De quem num areal

Semeou um futuro Portugal,

Confiado na graça da semente.

 
Torga, Diário XIV

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.