Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

fénix

A noite adormeceu negra

sem a presença da lua cintilante

mas a madrugada,

para fugir à regra,

apresentou-se mais brilhante

esplendorosa e perfumada.

Recuperou as rosas

rociou os goivos

e com palavras maravilhosas

fez lembrar os noivos

trocando juras amorosas.

As nuvens hão-de aparecer...

Mas a vida acabará por vencer!

 

JM - Julho 2007

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.