Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Outono

 

 

 

 

 

 

 

Um céu translúcido

mal deixa ver a plenitude lunar

e uma brisa de Outono crescente

incensa de dúvidas o ar

e reaviva um tom plangente,

lembrança da perfeição crepuscular

de um Verão prenhe de sensações

que já se desfez

na palidez

das frias manhãs de Outubro?

Chaga ao rubro

aberta em cada memória

de uma vida fera

a tentar construir a estória...

Mas só a frustração impera.

 

JM (22.10.07)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.