Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Serra da Estrela

Serra da Estrela, 27 de Fevereiro de 1960.

PRESERVAÇÃO

Chama-se liberdade o bem que sentes,

Águia que pairas sobre as serranias;

Chamam-se tiranias

Os acenos que o mundo

Cá de baixo te faz;

Não desças do teu céu de solidão,

Pomba da verdadeira paz,

Imagem de nenhuma servidão!

Diário IX

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.