Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

810 anos - José Augusto de Castro

 

PERTO DO CÉU

Quando a primeira vez a vi, lá cima,

- a mais alta de todas as cidades -

senti não sei que doces ansiedades,

das quais nossa alma se ilumina e anima.

Esbocei versos, procurei a rima,

para falar da Gloria e das Idades...

E tomavam-me sonhos e vaidades,

vendo-a como de Deus uma obra prima!

Guarda! Fiquei-me a vê-la...No horisonte

erguia-se o Castelo - sobre o monte -,

torres e coruchéus da Catedral...

Outras terras mais lindas ha, de-certo...

Porem nenhuma fica assim tão perto

do puro azul do céu de Portugal!

 

"Terra sagrada - Guarda" 1932

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.