Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

fugaCIDADEs

A cidade aninha-se em degraus:

montanha abaixo vai descendo

desde os píncaros mais altos;

as casas abrigam-se do Inverno

aconchegando-se umas às outras

a aquecerem-se friorentas.

 

A cidade escalona-se monte abaixo

forte, farta, fiel e fria

e na sua formosura acalenta

frios agrestes da “Meseta”

e derrete os gelos forasteiros.

 

JM

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.