Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

fugaCIDADEs

A minha alma é um bulício,

 

onde as planícies da tarde, desaguam

os sonhos do entardecer;

 

onde a vida se esvai no crepúsculo

e sobra pouco para o amanhecer;

 

onde a lua perde os seus raios de prata

e ganha novo rejuvenescer;

 

onde o sol perde a consistência

e deixa o dourado se desvanecer;

 

onde a essência da vida se dana

mas os sonhos ganham alento de ser...

J.M.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.