Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

...

    Depois do dia mundial da poesia  e da Primavera anunciada há muito e antecipadamente, um dia de lembranças invernais no friozinho agreste de oriente. As palavras exaltadas recolheram suavemente aos sótãos da memória e retraíram-se. O sol só levemente trouxe os acres cheiros primaveris a lilás e a tarde harmonizou-se com as sentimentais notas de Neil Diamond (há quanto tempo!) na música do "Fernão Capelo Gaivota". Assim, às doces ternuras das palavras de ontem, juntou-se a terna doçura da música, esse poderoso lenitivo  das horas amargas e expansão das alegres. Afinal as amendoeiras já floriram!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.