Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

"Eu hei-de encontrar...."

 

A propósito, ou melhor, a despropósito deste livro a lhaneza destas palavras:

 

 

"eu hei-de encontrar

aqui

ainda a terra",

seja a silenciosa Serra

das palavras de Melo,

arborizada em sisudo cabelo,

seja o sábio eco

de São Pedro de Rio Seco

que faz fronteira com Castela.

Mais alta é a Estrela,

montanha mágica

de gárgulas falantes,

pensantes,

atracção quase trágica,

mas a planura transcudana

GUARDA também a sabedoria

secreta e arcana

da grega SOFIA.

 

José Monteiro 11.01.2009