Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Vergílio Ferreira 14 - (1916)

Céu alto da minha esperança
meu enleio de te ver
fica-te a essa distância.
Para te ter e não ter.

 

Ó doce imagem de outrora,
quem és tu, que te não sei?
Vem e passa que é a hora
de ter o que não terei.

 

Ó imagem fugitiva
na selva do imaginar,
fluida sê o que furtiva
eu te não possa fixar.

 

Vergílio Ferreira, Escrever