Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Aventureiros

Marujos do mar com fim

dobrando Bojadores e Tormentas

colhendo flores exóticas

para além do irracional.

 

Marujos do mar sem medo

enfrentando a solidão

de Mostrengos e Adamastores

navegando através da ilusão.

 

Deixam tudo e, à deriva,

p’las ondas salgadas avançam

arriscando a Primavera

dos jovens anos em botão.

 

J M – 11.01.2017