Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Anjo

A música diverge harmoniosa

e espalha-me na alma

a doçura da leve calma

que a melodia

do quente dia

deixa no ar, quase silenciosa.

 

E deixo-me embalar pelos sons,

bemóis e fás sustenidos

raros, sonoros, plangentes

da vida feita música e dons

abafados pelos ténues gemidos

dos ventos lentos e dolentes.

 

E o sono e o sonho interligados

acasalam em perfeita sintonia

como a noite segue o dia

como se amam dois bem casados

na suave, leve e breve composição

que o fio do amor tece  no coração.

 

E o som dos sentidos na alma tanjo

em harmonias doces e musicais

e embalo-me nos braços de um anjo

em delícias belas e celestiais.

 

19.02.2014

JM