Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

...

carpe diem.jpg

 

 
 

Amamos em cada dia de maneira diferente,

pois cada dia é desigual do anterior.

 

Assim, como podemos amar sempre o mesmo

se ele muda continuamente?

 

O amor, em si, é versátil :

muda na hora em que vivemos

o presente eterno.

 

Amamos cada dia de maneira diferente

porque o ontem dissipou-se

e o amanhã ainda lá vem subindo devagar

a escada multiforme do tempo.

 

"Colhe o momento" e terás a ventura

de viver cada instante o que ele dura.

 

JM 2011