Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Epifania

Num dia cinzento de cidade

a morte desceu à terra

e desnudou a fragilidade

que o ser humano encerra.

 

Levou a glória de um passado

nos camelos hodiernos dos reis

perante um povo consternado

numa dor e luto incríveis.

 

Reconhecimento derradeiro

de um génio raro, excelente

que em vida foi sempre o primeiro

e entre nós estará eternamente.

 

06.01.2014

JM