Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

REGRESSO

 

 

Regresso

à casa da minha infância

e encontro-a vazia

de afectos;

o ingresso

traz-me - que ânsia! -

a ausência de alegria

na decadência dos tectos.

 

Que te fizeram

casa da minha identidade?

Só no quintal que te deram

continua de felicidade

nele palpita a seiva da vida

que em ti parece destruída!

 

JM