Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Ar da Guarda

"Livre não sou, mas quero a liberdade. Trago-a dentro de mim como um destino." Miguel Torga

Museu da Guarda

 

 

    Uma pequena exposição sobre os 80 anos da morte do poeta: destacam-se os recortes de jornais da época que deram relevo ao falecimento e a transladação do corpo de Lisboa para o cemitério da Guarda. E não foram só jornais da cidade, mas de projecção nacional e com grande destaque!